sexta-feira, 23 de outubro de 2009

DUAS CABRAS NUMA PONTE


(conto russo)

Uma ponte estreita ligava duas montanhas. Em cada uma das montanhas vivia uma cabra. Dias havia em que a cabra da montanha ocidental atravessava a ponte para ir pastar na montanha oriental. Dias havia em que a cabra da montanha oriental atravessava a ponte para ir pastar na montanha ocidental. Mas, um dia, as cabras começaram a atravessar a ponte ao mesmo tempo.

Encontraram-se no meio da ponte. Nenhuma queria ceder passagem à outra.

— Sai da frente! — gritou a Cabra Ocidental. — Estou a atravessar a ponte.

— Sai tu da frente! — berrou a Cabra Oriental. — Quem está a atravessar sou eu!

Como nenhuma delas queria recuar e nenhuma delas podia avançar, ali ficaram, enfurecidas, durante algum tempo. Finalmente, entrelaçaram os chifres e começaram a empurrar. Eram tão semelhantes em força que apenas conseguiram empurrar-se uma à outra da ponte abaixo. Molhadas e furiosas, saíram do rio e subiram a encosta, a caminho de casa, cada uma murmurando para si: “Vejam só o que a teimosia dela provocou.”

Margaret Read MacDonald
Peace Tales
Arkansas, August House Publishers, Inc., 200


endereço: http://contadoresdestorias.wordpress.com/2009/07/20/1887/

imagem: spintravel.blogtv.uol.com.br


8 comentários:

ஜ♥ Sara ♥ஜ disse...

Um bom exemplo para provar que brigas não levam ninguém a nada,ambas as partes saem perdendo.
Um diálogo amistoso com certeza resultaria num acordo.
Sempre um terá que ceder.Sempre!!!
Bjs.

Julimar Murat disse...

É necessário que observemo-nos.
Será que nós muitas vezes não tomamos atitudes bem parecidas no nosso dia a dia?
Quanto tempo perdemos querendo medir forças, quando o melhor é uni-las e fortalece-las.

Um bom fim de semana
Beijos

julimar

Jorge disse...

Olá Sara!!!
A teimosia só há derrubar para o rio da ignorância. Quem sabe para aprender a não ser teimoso ou pelo menos saber que o é, é justamente encontrar alguém teimoso.

Um ótimo fim de semana!!!
Beijo,
Jorge

Jorge disse...

Olá, Juli!!!
Acredito que sim.
às vezes não percebemos o tempo que perdemos e estragar o nosso dia.
Tão bom o entendimento. Faz um bem a alma, né?

Juli, um fim de semana de luz e um beijo no coração,
Jorge

Mara Virginia disse...

Olá Jorge, obrigada pelo selo e pelo incentivo sempre... muitas vezes somos teimosos ou queremos impor nossa opinião esquencendo-nos de respeitar diversidade.. bjos e adoreio post, muito sábia esta fábula.

Jorge disse...

Mara!!!
Que bom que aceitou o selo. Creia, minha amiga, foi com muito carinho!!!
É interessante que queremos ser respeitados, mas inverso, não. Somos teimosos no nosso orgulho, e isso dificulta qualquer compreensão da nossa parte.

Um beijo,
Jorge

JR disse...

Sabe Jorge ,quando eu entro em discussão repetida e vejo que a coisa vai ganhando espaço maior ,imagino que estou com esta pessoa jogando uma bola, e toma lá e da cá , o jogo vai continuar ,mas se recolho a bola e sigo meu caminho calada ,o jogo encerra ,pois o outro jogador não pode jogar sozinho e daí me dou por conta que alguem tem que terminar o jogo ,retirando-se junto com a bola ,para dar a partida por encerrada.
Sigo sempre este exemplo na minha vida e tem dado muito certo pra mim ,quem quiser é só experimentar.
A um tempo atrás ouvi de um amigo espiritual a seguinte frase.
O teimoso só existe ,porque acha alguem pra teimar.
Abraços amigo

Jorge disse...

Oi, JR

Uma boa maneira de cortar o mal pela raiz.

Minha amiga, tenha uma semana repleta de alegrias e realizaçoes!

Beijo,

Jorge

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails