quarta-feira, 7 de outubro de 2009

OVOS-SURPRESA


(E.U.A.)

O mar deixara na praia um estranho pedaço de madeira às cores, enfeitado de plumas. Yanauluha pegou nele.

Para que é que isto serve?

As ondas disseram-lhe baixinho que era uma vara mágica que criava estações do ano…

Yanauluha apenas conhecia o Verão, que era demasiado quente.

Será que com aquele pau iria descobrir outra estação mais amena?

Yanauluha voltou para a aldeia e, perante toda a tribo, deu duas pancadinhas no chão com a vara e imediatamente surgiram dois pequenos ovos brancos e muitos outros ovos grandes e azuis, que deviam trazer a Primavera.

Alguns Índios precipitaram-se para os ovos azuis, julgando que a estação que traziam seria por certo mais bela, já que os ovos eram maiores.

Yanauluha e os amigos tiveram de se contentar com os ovos brancos.

Os dias passaram.

Quando os ovos brancos começaram a estalar, saíram de lá passarinhos de cores suaves que sobrevoaram a aldeia e em seguida desapareceram no ar, em direcção ao sul.

Yanauluha e os seus amigos seguiram-nos.

Os Índios que tinham escolhido os ovos azuis soltaram gritos de alegria: as suas aves tinham cores magníficas!

Estas aves coloridas rumaram para norte e os Índios seguiram-nas.

Mas depressa as aves perderam as suas lindas plumas coloridas. No seu lugar surgiram plumas pretas, bem feias… e o seu chilreio transformou-se em horríveis grasnidos!

As aves que assim grasnavam eram corvos.

Os Índios que as tinham seguido passaram a ser habitantes do Inverno, enquanto que Yanauluha e seus amigos, que tiveram a sensatez de não pegar nos ovos maiores e de seguir as aves menos bonitas, ficaram com a Primavera.

Franck Jouve
Le Printemps
Paris, Hachette Jeunesse, 1992


endereço: http://interculturalidades.wordpress.com/2008/05/03/ovos-surpresa/
imagem: si14.com.br



7 comentários:

Julimar Murat disse...

Oi Jorge
Bom dia

Vale refletir! nem tudo que se apresenta de bonito, de atraente é o melhor ...
Muitas vezes nos iludimos com o belo. É preciso de sabedoria, de discernimento nas nossas escolhas.

Obrigada por mais um texto que nos faz pensar.
Um grande abraço

Julimar

Jorge disse...

Olá, Juli
Gosto de ler seus comentários pois tens bom senso.
Obrigado pelo teu comentário!!!

Um beijo,
Jorge

ஜ♥ Sara ♥ஜ disse...

Quantos de nós já nos iludimos com o belo...
Boa Reflexão!
Bjs.

Jorge disse...

É mesmo. Valorizamos mais o que vemos do que o que sentimos.
Obrigado, Sara!!!

Beijo,

Jorge

*Teresa Cristina* disse...

Minha vó dizia....por fora bela viola, por dentro pão bolorento....e este texto reflete bem o q minha vozinha que diante de toda sua sabedoria nos ensinava.
Tenha bons sonhos....bjss no ♥

*Teresa Cristina* disse...

Ahh.....eu e minha memória de elefante,ia me esquecendo,....tem um desafio pra vc no blog....pra quem ou o que vc daria cartão vermelho, as regras estão no blog;)
Bjss

Jorge disse...

Oi, Teresa, Sua avó tinha sabedoria....e sonhei mesmo!!!! E um bom sonho!!!

Darei uma visita para responder.

Beijo prá você também!

Jorge

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails