domingo, 5 de junho de 2011

O MUNDO PRECISA


Você já esteve doente de cama, seja em casa ou em um hospital e recebeu uma visita de uma pessoa amiga?
Já teve um daqueles dias tristes, onde nada parece dar certo e de repente alguém te liga e te elogia, fala bem de você, diz que está com saudades e até se despede com um beijo?
Você já sentiu solidão, aquele vazio imenso e de repente chega uma mensagem ou uma carta que te levanta a auto-estima?
Pois é, essas coisas que parecem tão pequenas, são o verdadeiro tesouro da vida, não tem preço e faz uma falta tremenda.

Talvez você nem imagine o que é estar em um asilo afastado de parentes e amigos, já debilitado pela saúde e sem nenhuma referência de amizade no mundo exterior, quando de repente chega aquele jovem que vem com um violão cantar para todos, aquela moça que vem ler uma poesia e ouvir estórias. Não, talvez seu coração não alcance a profundidade desse momento, é algo tão mágico que até os anjos se emocionam.

O mundo não precisa de mais armas, nem de jatos potentes, mísseis de longo alcance, ou soldados treinados para matar ou morrer com bombas amarradas na cintura. O mundo precisa de gentilezas, pequenos gestos de humanidade e de amor que possam provocar uma reação em cadeia. Funciona assim, você diz bom dia para os seus vizinhos, amanhã eles dizem bom dia para você. Você abre a porta do carro ou da casa para o próximo, amanhã ele abre a porta prá você.

Sabe essas "coisinhas pequenininhas", esses mimos como um sorriso aberto, um abraço gostoso, um "olá, tudo bem", a paciência com os idosos, o gesto de atenção com os pais, o carinho com os irmãos. Essas coisas vão transformando as pessoas em "seres humanos", em pessoas mais leves, mais amigas e consequentemente, o mundo vai ficando cada vez melhor.

Se todos esvaziassem os seus dramas e sorrissem mais, não estaríamos brigando por fronteiras, divisas, moedas, espaços e cargos. Os que muito tem dariam aos que menos tem, os que mais sabem ensinariam aos que nada sabem, os que mais amam seriam os mais amados, e os filhos da Terra seriam simplesmente os Filhos de Deus.

Desconheço o autor


texto - internet
imagem - vagnerbittencourt.wordpress.com

8 comentários:

soniaconsult disse...

Pequenos gestos trazem uma felicidades infinita que nem imaginamos

Bjs e uma boa semana

Marcia disse...

Os pequenos, sao os grandes gestos que nos fazem felizes. Praticá-los só enriquecem a nossa alma!
Feliz semana doce amigo!

C disse...

Jorge, bem reflexivo esse texto.
Fazer feliz alguém nao precisa muito, porque como diz o texto, pequenos gestos já bastariam.

Lembrei de quando minha mae estava internada (antes de vir a falecer), e eu fazia plantao por lá, percebi o quanto aquelas pessoas necessitam de atenção. Você nao imagina a legião de doentes que precisam apenas e simplesmente de atenção.

Doença da alma - essa mata mais!

ValériaC disse...

Lindo demais este texto querido...as aparentes pequenas coisas, fazem toda a diferença do mundo...concordo plenamente que o mundo precisa expandir o amor...por todos os lados...entre todos...
Ótima semana pra voce Jorge...beijos...
Valéria

Mafalda S. disse...

Nem imagina como concordo com esse texto. O mundo seria bem melhor, sem dúvida!

Beijo

Estrela disse...

Olá, Jorge! Esta mensagem é bem pertinente, tendo em vista a situação de egoísmo das pessoas.
Um simples gesto de carinho, pode cultivar uma amizade,mas uma palavra ríspida pode magoar com uma profundidade sem medida.
Boa semana!
Grande beijo!

Roberta Maia disse...

Quanta verdade neste texto!!!
"...Se todos esvaziassem os seus dramas e sorrissem mais, não estaríamos brigando por fronteiras, divisas, moedas, espaços e cargos."

Lindo Fim de Semana!!!

**♥✿-franciete-✿♥** disse...

Amigo este é mais um daqueles em todos os dias das nossas vidas pedimos a Deus, Senhor jamais deixes que isto aconteça comigo, por favor leva-me daqui para não ter de passar por tudo isto.
Todas as noites eu peço ao Criador que tenha pena de todos nós.
Beijinhos de luz e paz no seu caminho...

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails