sexta-feira, 25 de março de 2011

LIBERTAR-SE


Um monge peregrino caminhava por uma estrada quando, do meio da relva alta, surgiu um homem jovem de grande estatura e com olhos muito tristes.
Assustado com aquele aparecimento inesperado, o monge parou e perguntou se poderia fazer algo por ele.
O homem abaixou os olhos e murmurou envergonhado:
"Sou um criminoso, um ladrão. Perdi o afeto de meus pais e dos meus amigos. Como quem afunda na lama, tenho praticado crime após crime. Tenho medo do futuro e não sinto sossego por nenhum instante. Vejo que o senhor é um monge, livre-me então desse sofrimento, dessa angústia!"- pediu ajoelhando-se.
O monge, que ouvira tudo em silêncio, fitou os olhos daquele homem e alguns instantes depois disse:
"Estou com muita sede. Há alguma fonte por aqui?"
Com expressão de surpresa pela repentina pergunta, o jovem respondeu:
"Sim, há um poço logo ali, porém nele não há roldana, nem balde. Tenho aqui, no entanto, uma corda que posso amarrar na sua cintura e descê-lo para dentro do poço. O senhor poderá tomar água até se saciar. Quando estiver satisfeito, avise-me que eu o puxarei para cima."
O monge sorrindo aceitou a idéia e logo em seguida encontrava-se dentro do poço.
Pouco depois, veio a voz do monge:
"Pode puxar!"
O homem deu um puxão na corda empregando grande força, mas nada do monge subir.
Era estranho, pois parecia que a corda estava mais pesada agora do que no início.
Depois de inúteis tentativas para fazer com que o monge subisse, o homem esticou o pescoço pela borda, observou a semi-escuridão do interior do poço para ver o que se passava lá no fundo.
Qual não foi sua surpresa ao ver o monge firmemente agarrado a uma grande pedra que havia na lateral.
Por um momento ficou mudo de espanto, para logo em seguida gritar zangado:
"Hei, que é isso? O que faz o senhor aí? Pare já com essa brincadeira boba! Está escurecendo, logo será noite. Vamos, largue essa rocha para que eu possa içá-lo."
De lá de dentro o monge pediu calma ao rapaz, explicando:
"Você é grande e forte, mas mesmo com toda essa força não consegue me puxar se eu ficar assim agarrado a esta pedra. É exatamente isso que está acontecendo com você. Você se considera um criminoso, um ladrão, uma pessoa que não merece o amor e o afeto de ninguém. Encontra-se firmemente agarrado a essas idéias. Desse jeito, mesmo que eu ou qualquer outra pessoa faça grande esforço para reerguê-lo, não vai adiantar nada. Tudo depende de você. Somente você pode resolver se vai continuar agarrado ou se vai se soltar. Se quer realmente mudar, é necessário que se desprenda dessas idéias negativas que o vêm mantendo no fundo do poço. Desprenda-se e liberte-se."


Desconheço o autor


texto - internet
imagem - ordembezerrademenezes-nit.blogspot.com

17 comentários:

Roberta Maia disse...

Olá Jorge!
Amei o poster.

"Desprenda-se e liberte-se!!!"

Tenha um Lindo Fim de Semana!!!
Muita Luzzz!!!

Vinicius.C disse...

Olá meu amigo!!

Adorei teu post!

Uma vez minha namorada me disse...
muda e tudo a tua volta muda tbm!

E ela tinha razão, eu mudei, passei a fazer e ter atitudes diferentes, pensar dferente ser mais calmo, esse tipo de coisa que antes eu nao sabia nem, como fazer.

É isso... um forte abraço e ótimo fds!

Nos encontramos no Alma.

Vinicius,

Kiro Menezes disse...

Nossa!!!!!!!! Nenhuma palavra mais sábia poderia ser lida hoje!

Belíssimo ensinamento.

Conservar puro os pensamentos.

^_^•

soniaconslt disse...

Jorge eu já te disse que adoro estes contos não é?
E este é MA_RA_VI_LHO_SO!
Amigo querido, quero te convidar para festejar comigo os 100 seguidores
http://contosoufatossurreais.blogspot.com/
Te espero, você é um convidado especial

Maria José disse...

Jorge, meu amigo. O seu blog me faz um bem incrível. Ficaria por aqui se não tivesse outros amigos para visitar. Quando o homem descobrir que somente mudando a si mesmo pode obter mudanças ao seu redor, identificará a verdadeira forma de ser feliz. Beijos e ótimo final de semana.
O que esse lindo gatinho está falando? Ele chega a me hipnotizar, sabia? Beijos.

Valdeir Almeida disse...

Ao ler esse texto, lembrei-me do poema Óticas Olho Vivo, de Chacal. Para mudar o mundo, é preciso mudarmos a nós mesmos.

Abraços, Jorge.

Jeanne disse...

O remorso é o maior castigo, esta história mostra que todos chegarão ao estágio do arrependimento.
Beijos

ValériaC disse...

Maravilhosa mensagem compartilhou conosco, Jorge...sem dúvida é impossível ajudar quem não quer ser ajudado; ou seja, se a pessoa não estiver disposta a soltar antigas crenças e dar espaço ao novo em sua vida, se a mudança não começar a partir de si, ninguém, consegue ajudar uma pessoa assim, por maior que seja a intenção.
Meu querido, tenha um sábado de alegrias...beijos
Valéria

Carmem L Vilanova disse...

Meu amigo das estrelas...
Que linda lição há neste teu texto... às vezes realmente nos preoucupamos e nos agarramos tanto a uma idéia negativa de nós mesmos que não conseguimos melhorar, por mais que possamos fazê-lo, não conseguimos, ou melhor dizendo, no fundo no fundo, não queremos porque apiedar-se de si mesmo é também uma atitude viciosa...
Amei, meu querido!
Beijos, flores e muitos sorrisos!

Lena disse...

Jorge,
Nossas amarras estão intimamente ligadas aos nosso inadequado negativismo. Bela metáfora!Bj no seu coração, com carinho!!!

Jorge disse...

A nossa infelicidade, que sempre é a maior do mundo, é estimulada pela alimentação que damos a ela. somos negativos nas dificuldades e mesmo quando tudo vai bem, somos críticos. precisamos rever o do porquê estamos infelizes Se olharmos para nós mesmos, descobriremos que somos os responsáveis por isso. Mas não queremos aceitar isso e descontamos nas pessoas as nossas frustrações.
Um fruto plantado cuja colheita, obrigatória, até pode nos contagiar se não tivermos a serenidade interior conquistada.

Um grande beijo, Amigos!!!

Nair Morbeck Sobrinha disse...

muito legal seu blog e textos muito reflexivos..amei!Seguindo-te!
Sua visita muito me alegrará..

Shalom

http://nairmorbeck.blogspot.com/

Marcos disse...

Oi Jorge! Tudo bem?

Que conto realmente incrível.

Desprender-se e libertar-se acredito ser a principal tarefa de nossas vidas.

Parabéns pelo belo Blog e por este post


Abraços

mentoresdeuz.blogspot.com disse...

lindo texto muito sabio e verdadeiro jorge,como tudo que vem de voce
se não nos libertamos ,das pedras que vamos deixando que se agarre a nos
no decorrer da nossa tragetória
nunca conseguiremos nos sentir livres e leves,é preciso que tenhamos força coragem e fé para que nos libertemos das amarras ,do remorso daduvida
do pecado,um bj anjo,,amigo
uma inda semana,marlene

VOVÓ CRISTINA disse...

Olá Jorge, adorei passear por aqui, não conhecia este texto e já copiei para o meu computador, achei brilhante para ser utilizado em situações oportunas, parabéns pela postagem! Te convido a visitar minha cozinha, quando tiver um tempinho.
Bom domingo!

Marcia disse...

Oi amigo,
as nossas amarras, os nossos atavismos nos prende a coisas das quais queremos nos libertar.
Desprender-se é, libertar-se e acredito ser a principal tarefa de nossas vidas para que possamos aceitar o novo e seguir adiante.
Jesus abencoe a sua semana!

Lena disse...

Jorge,
Voltei!!! Para agradecer sempre as suas gentis idas aos meus blogs. Queria te confessar, gostaria de te conhecer pessoalmente. Trabalho com a Maria José e esse seu blog tem uma magia que nos faz sempre querer ficar aqui. Acho que vc é uma pessoa fantástica. Um grande abraço!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails