sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

SUPERANDO A RAIVA



Há muito tempo atrás existiu um samurai que dedicou boa parte da sua vida a procurar o assassino de seu mestre para vingar a sua morte. Um dia ele o encontrou, sacou sua espada e se aproximou para matá-lo. O assassino, vendo que ia morrer cuspiu na cara do samurai e começou a xingá-lo. O samurai então guardou a katana, deu as costas e foi embora.
Quando interrogado sobre o porque da sua atitude o samurai respondeu que não se deve lutar impulsionado pela raiva...

________________

Trecho do texto de Osho sobre a raiva:

"Na próxima vez que você ficar raivoso, vá e corra ao redor da casa por sete vezes e depois disso, sente-se sob uma árvore e observe para onde a raiva foi. Você não a reprimiu, você não a controlou, você não a jogou sobre outro alguém - porque se você a joga sobre alguém uma corrente é criada porque o outro é tão tolo quanto você, tão inconsciente quanto você. Se você joga a raiva no outro, e se ele for uma pessoa iluminada, então não haverá problema; ele irá lhe ajudar a jogá-la e liberá-la e a passar por uma catarse.

Porém o outro é tão ignorante quanto você - se você jogar a raiva sobre ele, ele irá reagir. Ele irá jogar mais raiva sobre você, ele está tão reprimido quanto você. Então surge uma corrente: você joga sobre ele, ele joga sobre você e ambos se tornam inimigos."


endereço: http://www.saindodamatrix.com.br/archives/2003/07/superando_a_rai.html

imagem: anjoseguerreiros.blogspot.com


16 comentários:

Elizabeth disse...

Boa tarde Jorge,
Próxima vez que sentir raiva vou lembrar deste belo texto,algum dia a gente aprende.
Obrigada.

Jorge disse...

Olá, Elizabeth

è difícil compreender que, quando ficamos nervosos, estamos criando uma situação negativa ao nosso somático.

Mas como vc diz, a gente aprende um dia. Que não seja pela dor, não é?

Um beijo, e um ótimo fim de semana!
Com carinho,
Jorge

*Teresa Cristina* disse...

boa reflexão!
A raiva que os outros carregam é lixo do qual eles habitualmente se nutrem, não temos pq q nos alimentar do lixo alheio, e nem permitir que este lixo e qqr outro como a raiva, a indiferença, a tristeza venha ser o alimento indigesto que tenhamos de conviver.
Um otimo fds.
Bjs

Marcia disse...

Olá amigo Jorge, bom dia!!
A raiva é tao deletéria, que se bem soubessémos procuraríamos evitá-la. Respirar fundo e procurar se acalmar no momento, é uma decisao inteligente.
Por este motivo estamos aqui, para aprendermos a educar os nossos sentimentos e emocoes.
Obrigado por compartilhar, pois é sempre bom nos lembrar-mos, de ensinamentos como este.
Desejo a você um lindo fim de semana!
Beijos com carinho.

julimar disse...

Oi querido amigo Jorge

Persistir na raiva é como apanhar um pedaço de carvão quente com a intenção de o atirar em alguém. É sempre quem levanta a pedra que se queima.

Buda


Um grande beijo

Julimar

Jorge disse...

Teresa,
A raiva dos outros podem chegar até nós, se permitirmos, né?
Mas acredito que o mais preocupante é nós termos raiva, pois além de nos lesarmos estamos afetando as pessoas à nossa volta.

Teresa, amiga luz, tenha um carnaval de muita alegria!!
Beijo,
Jorge

Jorge disse...

Marcia, amiga de longa data!
Estamos nos esforçando em dominarmos a nossa raiva para que no futuro acostumemos a não mais ficar. Acredito que isso é evolução!!!
ANjo bom, tenha um ótimo fim de semana!
Beijo,
Jorge

Jorge disse...

Juli,
para que nos queimar, então, não é?
Sábias palavras do Gautama!!!

Juli, um ótimo carnaval prá você!!!
Com todo carinho,
Jorge

Norma Villares disse...

Jorge
Que linda mensagem desse Samurai. Que bom conselho vc deu sobre a raiva.
Estou viajando.
Grande abraço

Mara Virginia disse...

Olá JOrge,adorei a reflexão, há muito tempo alguém havia me ensinado a encher a boca de água e esperar uns minutos antes de engolir(rarara) funcina) agora estou pensando seriamente em correr,mesmo porque não devemos descarregar em ninguém essa energia negativa, bjos no coração

Marliborges disse...

Olá Jorge, ótimo texto, é bem isso, ação e reação, na mesma proporção. Em se tratando de raiva, não tem jeito, é jogo bruto mesmo, temos que expulsá-la de nosso coração, à força, correndo (observe o verbo de movimento: correr) ao redor da casa e ainda observando se ela se foi, veja a agudeza do sentimento. Não é fácil, temos que encarar e lutar contra ela, abrandar nosso coração, sob pena de perdermos uma grande oportunidade de evoluir. Não é mesmo?
Um beijo grande.

Jorge disse...

Norma

Boa viagem e divirta-se!!!
Beijo,
Jorge

Jorge disse...

Mara,
Correr é um excelente exercício.
E prá que ficar com raiva, carregá-la se somos os maiores prejudicados, não é mesmo?

Beijo, Mara amiga!

Jorge disse...

Marli,

Jesus já dizia naquele tempo: orar e vigiar. Será que estamos fazendo isso?

Beijo, de coração,
Jorge

Marcia disse...

Amigo querido,
Tem um Selinho merecido para o seu blog especial!
vitrinedeprata, ok?
Beijos e uma linda semana!

Jorge disse...

Olá, Márcia, minha eterna amiga

Fico muito feliz pela sua lembrança e carinho. Estarei passando em teu blog para pegar o selo.
Obrigado, mais uma vez!!!

Com carinho,
Jorge

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails