segunda-feira, 19 de abril de 2010

A ROUPA É QUEM A VESTE


Um homem de poucas posses, mas estimado e respeitado na aldeia, foi convidado para jantar em casa de pessoas ricas que queriam dá-lo como exemplo de trabalho esforçado e de humildade, mas também da sua tolerância para com os desfavorecidos.

Apresentou-se o homem na casa dos anfitriões com as roupas que costumava usar todos os dias, pobres e esfiapadas, verificando que todos evitavam cumprimentá-lo, por serem tão visíveis os sinais das suas parcas posses.

Tomou então uma decisão. Foi a casa e vestiu a única peça de roupa de qualidade que possuía e que mantinha guardada para uma ocasião especial.

Deu-se então conta, ao regressar a casa dos ricos anfitriões, de que o tratamento que lhe estava reservado mudara radicalmente. Agora, desde os criados aos senhores da casa, todos se lhe dirigiam com deferência e respeito.

Quando o jantar foi servido, despiu a túnica que levava vestida sobre as roupas andrajosas e atirou-a para cima da mesa.

Encolerizado, o anfitrião perguntou-lhe na presença dos outros convidados:

— Por que ages desse modo?

— Porque percebi que a minha roupa é que recebeu as vossas atenções e cumprimentos e não eu.

Dizendo isto, dirigiu-se à porta e saiu, deixando os convivas num embaraçado silêncio.

J. J. Letria
Contos da China antiga
Porto, Ambar, 2002


endereço: http://contadoresdestorias.wordpress.com/2008/04/02/a-roupa-e-quem-a-veste/

imagem: prof2000.pt


25 comentários:

Fernando Christófaro Salgado disse...

Amigo Jorge,

Quando era garoto passei por uma experiência parecida. Combinei com alguns amigos de visitar o, até então, único shopping de Belo Horizonte, localizado em uma zona nobre da cidade. Vestimos roupas mais velhas e simples. Costumávamos fazer compras em diversas lojas de lá, e erámos sempre bem atendidos. Neste dia, de todas as lojas que entramos, apenas em uma fomos bem recebidos.
Infelizmente muitos ainda dão grande valor as aparências e são estes os que mais saem perdendo.

Grande abraço e ótima semana!

Fernando C. Salgado.

Julimar Murat disse...

querido amigo

quantas vezes não temos falado, lido, refletido sobre a importãncia de valorizarmos mais a pessoa na sua essência ao nos atermos aquilo que ela possa nos oferecer ilusioriamente?
A aparência nos ilude, nos oferece uma imagem que nos engana por breve momento e acabamos por nos decepcionar ao descobrirmos que o que nos apresentava era somente uma máscara que o tempo não conseguiu sustentar.
E a nossa sociedade está cheia ainda de conceitos falsos, valorizando cada vez mais o consumo, a imagem, a esperteza.
Mudemos nós esses conceitos e trabalhemos afim de ajudar as pessoas que nos rodeiam a ver a vida com um novo olhar.

Um grande beijo e obrigada pelo seu carinho que é sempre bom
Uma linda semana

Julimar

Vida*** disse...

Bom Dia!! Excelente texto reflexivo. Infelizmente vivemos em uma sociedade onde o ser humano é valorizado pels suas posses e aparências(imagem) Pena!! Porque o maior valor sabemos é a Essência*. Seu:- Caráter,Honestidade,Fidelidade,Amor ao Próximo e Confiança.Sua beleza interior.Quem ás vê somente quem da oportunidade para ter Olhos para esses Seres.Muitos tem uma bagagem maravilhosa de Vida.Um Aprendizado,que nem os melhores livros e Escolas do mundo são capazes de passar.Um Dia iluminado pra ti!! Com muita Paz e Amor.Abços de luz.

ValériaC disse...

Jorge meu querido,que texto convidativo a pensar...
Até quando as pessoas vão dar mais importância às aparências ao invés da essência verdadeira de cada um?
Quando vão despertar para o que realmente importa?
É triste ver que isso é tão comum...é preciso mudar, despertar para os verdadeiros valores da alma...somente temos a eles e quando partirmos daqui é tudo o que levaremos.
Beijos, com meu carinho pra ti amigo

Maria José disse...

Jorge. Nunca devemos julgar, muito menos pela aparência sem conhecermos o conteúdo. Beijos e tenha uma excelente semana.

Marcia disse...

Amigo,
infelizmente vemos hoje que os valores estao trocados; dá-se mais importância "a embalagem", que ao conteúdo. A verdadeira humildade está em ver e aceitar as pessoas como elas sao.
Beijos e uma linda semana!

JR disse...

Ainda vivemos de aparencia e as mascaras fazem parte do espetaculo.
Mas ainda bem que estamos em fase de transição e o mundo passa por renovação.
Novas vivências nos aguardam e em breve não mais carregaremos o fardo.
Então o exterior vai dar lugar para um belo interior.
Abraços amigo Jorge .

Psiquismo Desmistificado disse...

Grande amigo Jorge,
Essa história revela uma grande verdade, que vemos acontecer diariamente, muitas vezes acontecendo conosco ou ao nosso redor.
Mas, lembro ainda, que vestes velhas e maltrapilhas, todos vestimos ou vestiremos, uma vez que nossa pele possa ser considerada como tal.
Vestimos o que a maioria não se dá conta, vestimos o "eu": a ALMA.
Se os critérios para tratar de forma diferenciada fossem a aura de cada pessoa, talvez pudesse ser um pouco mais justo.
Um grande abraço
Seu amigo PD

Jorge disse...

Amigo Fernando,

infelizmente nestes tempos de tecnologia, o homem continua com seus preconceitos. É, não tem jeito. Felizmente cada um vai colher aquilo que planta, né?

Um grande abraço,
Jorge

Jorge disse...

Juli, meu Anjo

Valorizamos muito o externo. Quem sabe um dia aprenderemos!!! Tomara!!!

Beijo, com carinho!!!!

Jorge disse...

Vida Amiga

A essência é para ser sentida. Talvez seja por isso a dificuldade de valorizá-la.

Um doce beijo, Anjo!!!

Jorge disse...

ValeriaC, doce amiga!!!

Até aprendermos a aceitar ser olhado o que realmente somos, não é?

Amiga do Infinito, beijo teu coração!!!

Jorge disse...

Maria José, Doce amiga de longa data!

Olhamos muito um prato de comida pela sua aparência também. Reflexo do que fazemos com as pessoas. Sabemos que o mais importante é o conteúdo, e para aceitarmos isso, requer mudança de visão, que para mujitos de nós, é muito difícil.

Anjo, um beijo, de coração!!

Jorge disse...

Márcia, Anjo Luz,

será que, inconscientemente, quando damos um presente queremos impressionar pelo embrulho? Nestas pequenas coisas, preferimos à simplicidade, a beleza do embrulho.
Será que é reflexo do texto?

Um super beijo, Anjo!!!

Jorge disse...

JR , doce amiga

A cada reencarnação temos uma personalidade, que podemos significar a palavra em máscara. Afinal colocamos a máscara para não mostrarmos o que somos. E isso acaba refletindo nas atitudes, né?

Amiga luz, beijo, de coração!!!

Jorge disse...

Grande amigo PD

O homem julga pelo que se é. Sabemos que o que olhamos nos outros, é o que não queremos nos olhar. Mas creio que faz parte do nosso aprendizado pois se estamos plantando o preconceito, isso colheremos amanhã. É aprender pela dor o que poderíamos aprender por Amor.

Um grande abraço, Amigo luz!!!

*Teresa Cristina* disse...

Oiee...ótimo post q infelizmente é uma realidade ainda....vc vale pelo que vc tem e veste do q pelo vc é...mas um dia td vai mudar.Acredito q o ser humano se transforme e espero q seja pra melhor a cada dia.
Bom feriado.
bjs

Gislene disse...

OLÁ, JORGE!
GOSTEI DO TEU BLOG.
VENHA FAZER UMA VISITA AO MEU MUNDINHO, ESPERO QUE GOSTE...
ESTOU A TE ACOMPANHAR DESDE JÁ!
ABRAÇO,
GISLENE.

Jorge disse...

Teresa,

o homem, eu também acredito, vai crescer, afinal esta é a Lei.

Meu anjo, um beijo, de coração!!!

Espírito Azul disse...

Oi, Amigo querido! Quanta realidade! Muitas das vezes dá vontade de fugir! Agora, imagina com os menos desfavorecidos? Este conto nos leva a profundas meditações. Abraço carinhoso!

Jeanne disse...

quanto mais passa o tempo menos me preocupo com roupas.
Tenho que me cuidar minimamente para não dar impressão de desleixo,rsrsrs...
calças jeans, tenis e camisetas virou uniforme.
vaidade e beleza hoje pra mim é estar em paz, saudável e feliz se possível...
Beijos

looking4good disse...

Excelente! Surpresa ver aqui José Jorge Letria transposto... Na realidade este mundo é de hipocrisia. As pessoas são consideradas pelo que vestem, pelo dinheiro que têm ou pelo que representam (cargo profissional, empresa, etc.) e raras vezes pelo que são efectivamente!

Jorge disse...

Espírito Azul, minha amiga!!

Tão facil fugir para o preconceito, não é mesmo?

Um doce beijo, Anjo!!!

Jorge disse...

Jeanne,

este, acredito, é uma parte do caminho que construimos. De superação em superação, estamos indo para o objetivo que é a felicidade plena!!

Anjo, beijo, de coração!!!

Jorge disse...

Looking

Obrigado pela sua visita e pelo comentário!!!

Um abraço!!!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails