segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

HUMOR - CONVERSA ENTRE DUAS CRIANÇAS DO SÉCULO XXI no berço!!!


-E aí, veio?

- Beleza, cara?

- Ah, mais ou menos. Ando meio chateado com algumas coisas.

- Quer conversar sobre isso?

- É a minha mãe. Sei lá, ela anda falando umas coisas estranhas, me botando um terror, sabe?

- Como assim?

- Por exemplo: há alguns dias, antes de dormir, ela veio com um papo doido aí. Mandou eu dormir logo senão uma tal de Cuca ia vir me pegar. Mas eu nem sei quem é essa Cuca, pô. O que eu fiz pra essa mina querer me pegar? Você me conhece desde que eu nasci, já me viu mexer com alguém?

- Nunca.

- Pois é. Mas o pior veio depois. O papo doido continuou. Minha mãe disse que quando a tal da Cuca viesse, eu ia estar sozinho, porque meu pai tinha ido pra roça e minha mãe passear. Mas tipo, o que meu pai foi fazer na roça? E mais: como minha mãe foi passear se eu tava vendo ela ali na minha frente? Será que eu sou adotado, cara?

- Como assim, véio?

- Pô, ela deixou bem claro que a minha mãe tinha ido passear. Então ela não é minha mãe. Se meu pai foi na casa da vizinha, vai ver eles dois tão de caso. Ele passou lá, pegou ela e os dois foram passear. É isso, cara. Eu sou filho da vizinha. Só pode!

- Calma, maninho. Você tá nervoso e não pode tirar conclusões precipitadas.

- Sei lá. Por um lado pode até ser melhor assim, viu? Fiquei sabendo de umas coisas estranhas sobre a minha mãe.

- Tipo o quê?

- Ela me contou um dia desses que pegou um pau e atirou em um gato. Assim, do nada. Maldade, meu! Vê se isso é coisa que se faça com o bichano!

- Caramba! Mas por que ela fez isso?

- Pra matar o gato. Pura maldade mesmo. Mas parece que o gato não morreu.

- Ainda bem. Pô, sua mãe é perturbada, cara.

- E sabe a Francisca ali da esquina?

- A Dona Chica? Sei sim.

- Parece que ela tava junto na hora e não fez nada. Só ficou lá, paradona, admirada vendo o gato berrar de dor.

- Putz grila. Esses adultos às vezes fazem cada coisa que não dá pra entender.

- Pois é. Vai ver é até melhor ela não ser minha mãe mesmo... Ela me contou isso de boa, cantando, sabe? Como se estivesse feliz por ter feito essa selvageria. Um absurdo. E eu percebo também que ela não gosta muito de mim. Esses dias ela ficou tentando me assustar, fazendo um monte de careta. Eu não achei legal, né. Aí ela começou a falar que ia chamar um boi com cara preta pra me levar embora.

- Nossa, véio. Com certeza ela não é sua mãe. Nunca que uma mãe ia fazer isso com o filho.

- Mas é ruim saber que o casamento deles não está dando certo... Um dia ela me contou que lá no bosque do final da rua mora um cara, que eu imagino que deva ser muito bonitão, porque ela chama ele de 'Anjo'. E ela disse que o tal do Anjo roubou o coração dela. Ela até falou um dia que se fosse a dona da rua, mandava colocar ladrilho em tudo, só pra ele passar desfilando e tal.

- Nossa, que casamento bagunçado esse. Era melhor separar logo.

- É. só sei que tô cansado desses papos doidos dela, sabe? Às vezes ela fala algumas coisas sem sentido nenhum. Ontem mesmo, ela disse que a vizinha cria perereca na gaiola... já viu...essa rua só tem doido...


- Ixi, cara. Mas a vizinha não é sua mãe?

- é mesmo! Tô ferrado de qualquer jeito...Buáááá!!!!


Desconheço o autor


texto e imagem - internet

domingo, 27 de fevereiro de 2011

MEME LITERÁRIO


Selo oferecido pela Márcia do blog: http://compreendereevoluir.blogspot.com/ a quem agradeco a lembranca e o carinho!

Passo adiante, juntamente com as minhas respostas e novas indicações.
1. Sim, com certeza. Vários livros.
2. Difícil escolher um único livro para o resto da vida. A cada momento surge uma novo livro e com mais necessidade de aprendizado.
3. O Livro dos Espíritos de Allan Kardec.
4.
Indicações:

1. http://fazendomeucaminho.blogspot.com/

2. http://wisheslife.blogspot.com/

3. http://gvpoeta.blogspot.com/

4. http://hana-yama.blogspot.com/

5. http://saracotear.blogspot.com/

6. http://liztarot.blogspot.com/

7. http://coisasboasdavida-elianapessoa.blogspot.com/

8. http://docefilosofia.blogspot.com/

9. http://contosoufatossurreais.blogspot.com/

10. http://reginagoulartsantos.blogspot.com/

Abracos e sucesso a todos!

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

SEGUNDO ANIVERSÁRIO


Hoje estamos em festa. Afinal este blog comemora seu segundo ano.
Graças a vocês, amigos, este canto, feito de coração, fica um ano mais maduro.

Que as mensagens de reflexão e mesmo para apenar rir possam continuar a fazer bem ao coração.

Mais uma vez, agradeço de coração, a bondade de vocês virem me visitar.

Com amizade e carinho,

Jorge

"O bolo é dietético.....fiquem à vontade....rs"

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

A DIFÍCIL ARTE DE DIZER NÃO AOS FILHOS


Você costuma dizer "não" aos seus filhos?

Considera fácil negar alguma coisa a essas criaturinhas encantadoras e de rostos angelicais que pedem com tanta doçura?

Uma conhecida educadora do nosso País alerta que não é fácil dizer não aos filhos, principalmente quando temos os recursos para atendê-los.

Afinal, nos perguntamos, o que representa um carrinho a mais, um brinquedo novo se temos dinheiro necessário para comprar o que querem? Por que não satisfaze-los?

Se podemos sair de casa escondidos para evitar que chorem, por que provocar lágrimas?

Se lhe dá tanto prazer comer todos os bombons da caixa, por que faze-lo pensar nos outros?

E, além do mais, é tão fácil e mais agradável sermos "bonzinhos"...

O problema é que ser pai é muito mais que apenas ser "bonzinho" com os filhos. Ser pai é ter uma função e responsabilidade sociais perante os filhos e perante a sociedade em que vivemos.

Portanto, quando decidimos negar um carrinho a um filho, mesmo podendo comprar, ou sofrendo por lhe dizer "não", porque ele já tem outros dez ou vinte, estamos ensinando-o que existe um limite para o ter.

Estamos, indiretamente, valorizando o ser.

Mas quando atendemos a todos os pedidos, estamos dando lições de dominação, colaborando para que a criança aprenda, com nosso próprio exemplo, o que queremos que ela seja na vida: uma pessoa que não aceita limites e que não respeita o outro enquanto indivíduo.

Temos que convir que, para ter tudo na vida, quando adulto, ele fatalmente terá que ser extremamente competitivo e provavelmente com muita "flexibilidade" ética, para não dizer desonesto.

Caso contrário, como conseguir tudo? Como aceitar qualquer derrota, qualquer "não" se nunca lhe fizeram crer que isso é possível e até normal?

Não se defende a idéia de que se crie um ser acomodado sem ambições e derrotista. De forma alguma. É o equilíbrio que precisa existir: o reconhecimento realista de que, na vida às vezes se ganha, e, em outras, se perde.

Para fazer com que um indivíduo seja um lutador, um ganhador, é preciso que desde logo ele aprenda a lutar pelo que deseja sim, mas com suas próprias armas e recursos, e não fazendo-o acreditar que alguém lhe dará tudo, sempre, e de "mão beijada"

Satisfazer as necessidades dos filhos é uma obrigação dos pais, mas é preciso distinguir claramente o que são necessidades do que é apenas consumismo caprichoso.

Estabelecer limites para os filhos, é necessário e saudável.

Nunca se ouviu falar que crianças tenham adoecido porque lhes foi negado um brinquedo novo ou outra coisa qualquer.

Mas já se teve notícias de pequenos delinqüentes que se tornaram agressivos quando ouviram o primeiro não, fora de casa.

Por essa razão, se você ama seu filho, vale a pena pensar na importância de aprender a difícil arte de dizer não.

Vale a pena pensar na importância de educar e preparar os filhos para enfrentar tempos difíceis, mesmo que eles nunca cheguem.

***
O esforço pela educação não pode ser desconsiderado.

Todos temos responsabilidades no contexto da vida, nas realizações humanas, nas atividades sociais, membros que somos da família universal.

Autor:
(Do livro "Repositório de Sabedoria" vol I, Educação)

ENDEREÇO: http://www.reflexao.com.br/mensagem_ler.php?idmensagem=697
IMAGEM: pediatriaemdia.blogspot.com

sábado, 19 de fevereiro de 2011

OUÇA O SILÊNCIO


Ouça o silêncio....
Viver em uma cidade movimentada, dizer que se ouve
o silencio pode parecer utópico.
Mas é necessário, procurarmos dentro de nós o nosso silêncio.
E como conseguir ouvir o silêncio?
Não é tão simples e nem tão difícil.
É poder olhar para dentro de nós mesmos,
por um minuto que seja e ouvir a nossa própria voz se calar.
É poder fechar os olhos e sentir as sensações do
ambiente que estamos, nos envolvendo.
É calar para ouvir.
É ouvir o seu ser vibrar simplesmente por estar vivo.
É ouvir seu próprio silêncio.... sua própria paz.
Tão necessária quanto manter os ouvidos
abertos para o mundo é poder ouvir o nosso silêncio.
Faça desse momento, um instante mágico e
descubra o quanto de beleza há dentro de você.

Desconheço o autor

texto - internet
imagem - mystichealingart.blog.terra.com.ar

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

GESTO ESPECIAL


Eles eram oito executivos trabalhando em uma grande empresa. Um deles destoava dos demais.
Ele era um homem quieto, calado. Quando todos iam ao lanche, ele se retirava para um local isolado e ficava a sós.
Era tido pelos demais como uma pessoa estranha. Os colegas se encontravam depois do trabalho, saíam juntos e Ernani nunca participava de nada.
Mauro, o mais desinibido do grupo fazia graça, inventava piadas para os amigos onde, sempre, o motivo de riso era Ernani.
Certo final de semana, Mauro anunciou que iria pescar e prometeu aos companheiros que, se fosse feliz na pescaria, traria um salmão para cada um deles.
Secretamente, confidenciou aos companheiros que, para Ernani, ele destinaria as vísceras e os rabos dos peixes. Desejava pregar-lhe uma peça e todos iriam rir muito.
E assim foi. Na segunda-feira, cada um deles recebeu um embrulho muito bem feito, inclusive Ernani. Cada um foi abrindo o seu e verificando o salmão limpo.
Ernani ficou sentado, olhando para o pacote. Instado a abri-lo, entre risos de todos, de voz embargada ele falou:
Fico muito emocionado com a lembrança. Quero dizer a vocês que tenho vivido, há cinco anos, um grande drama.
Minha esposa teve um acidente e ficou tetraplégica. Todos os recursos do meu salário são para atender suas necessidades médicas.
A voz era reticente e o ar começou a pesar, no escritório. Mauro tentou retirar o embrulho das mãos de Ernani. Era tarde. Ele tinha começado a desembrulhar.
Agora, as lágrimas lhe assomavam aos olhos e ele não as conseguia conter. A emoção o dominava.
Tenho cinco filhos, continuou. Eles não vão para a escola, porque meu dinheiro não consegue pagar o que seja necessário. Eu não tenho dinheiro nem para o material escolar, nem para os uniformes.
Vocês falam a meu respeito, eu sei, porque nunca faço lanche com vocês. É que trago um lanche de casa e tenho vergonha de mostrá-lo. Por isso, sempre me retiro para comer a sós.
Mas, hoje, - e retirou mais um pedaço de papel do embrulho - hoje, meus filhos comerão bem, graças a você, Mauro.
Ernani abriu o pacote por inteiro e se deparou com as vísceras e rabos dos peixes.
Um silêncio geral se fez na sala. Um mal estar tomou conta de todos. Não havia o que dizer, o que fazer.
Então, um dos executivos se dirigiu até Ernani e depositou no seu colo o próprio embrulho. Todos os demais o imitaram.
No próximo final de semana, eles visitaram Ernani e, se cotizando, providenciaram melhor atendimento para a esposa.
Cada um deles assumiu os gastos com a escola de um de seus filhos.
Eles haviam despertado para uma realidade jamais imaginada.
A esposa de Ernani veio a falecer, alguns meses depois. Os filhos se formaram, um a um.
Os amigos se olharam e perguntaram: E, agora?
Então, juntos optaram por fundar uma ONG, cujo objetivo fosse atender a pais com necessidades especiais e seus filhos.
Um gesto de amizade redundou em benefício para uma larga comunidade.

Fique atento ao que ocorre ao seu redor. O companheiro arredio, por vezes é alguém que traz o coração em chaga viva.
Observe, pergunte, disponha-se a auxiliar e faça luz em outras vidas.

Momento Espírita


texto - internet

imagem - vahmiranda.blogspot.com

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

SOMOS FIÉIS A NÓS MESMOS?


Trocamos a cor dos cabelos,
damos-lhes o melhor corte,
e às vezes somos tão resistentes
em trocar alguns pensamentos,
sem notar o quanto nos enfeiam.

Colocamos óculos elegantes,
lentes coloridas,
mas nem sempre pomos no olhar
um brilho de alegria de viver.

Fazemos plástica, esticamos a pele,
verdadeiros malabarismos para
um rosto mais "bonito"
e quase nunca lembramos

de que uma expressão serena
garantiria mais de meio caminho andado.

Tratamos os dentes,
"compramos" sorriso,
mas bem raramente
sorrimos espontaneamente
como o homem simples e sem dentes
ou a novinha criança.

Fazemos musculação,
"correção" de seios,
mas com que pouca freqüência
mostramos os reais sentimentos
que levamos no peito!

Obedecemos a rígidas dietas
para ganhar ou perder peso,
para sermos mais "elegantes",
mas não questionamos
se somos uma presença
leve e agradável.

Baixamos o guarda roupa,
compramos roupas novas,
buscamos andar na moda,
mas não nos desfazemos
de alguns hábitos,
costumes e crenças antigas
que nada somam ao presente.

Vamos para outra casa,
renovamos a mobília,
trocamos de carro,
mas resistimos a mudar por dentro,
não tiramos o que está "velho",
não damos novas direções
ao nosso mundo interior.

Mudamos nossas relações,
trocamos de amigos
e queremos que os amigos mudem
para satisfazer nossas necessidades.

Assim prosseguimos
perdendo pessoas
que poderiam ser
bênçãos em nossas vidas.

Não estará na hora
de mudarmos a nós mesmos,
mais profundamente,
mais amorosamente,
e colhermos de graça
frutos de sabedoria
que existem à nossa disposição?

Que grande aventura
será mudarmos um pouco por dentro
toda vez que mexermos no lado de fora!

O Universo sempre apoia
cada mudança bem feita.

Será um novo desafio
a cada novo dia!


Desconheço o autor


texto - internet

imagem - mulheradventista.com

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

JOGUE FORA TUDO QUE NÃO DEU CERTO!


O que você quer jogar fora, tirar de dentro de você? Jogue fora aquelas palavras que ouviu e machucam até hoje. Jogue as mágoas de um amigo, de um parente, as lembranças de um dia triste. Jogue fora as desilusões, as brigas, a raiva, aquela angústia no peito, a tristeza, o desânimo, o fracasso, a insegurança, culpa, o medo, a depressão. Se estiver com alguma dor ou doenças, imagine saindo de dentro de você. Jogue fora todas as expectativas frustradas, todos os relacionamentos doentes e destrutivos. Jogue fora tudo aquilo que não deu certo.

Jogue fora tudo aquilo que te prende a um passado que faz sofrer. E também todas as tranqueiras que guardamos e machucam. Jogue fora fotos que só trazem lembranças tristes ou de quem te machucou. Para que guardar coisas que só trazem lembranças ruins? O que mais você quer jogar fora? Jogue sua ansiedade, seu vazio interno. Jogue sua necessidade de comer sem parar. Jogue tudo fora, sem culpa e, se ela aparecer, também a jogue fora.

Livre-se da sua necessidade de agradar, ser aprovado. Deixe de lado os sonhos de outras pessoas. Pare de carregar o mundo (problemas dos outros) nas costas e sinta-se leve, solte seus ombros, respire profundamente e ao soltar o ar por entre os lábios, imagine soltando e saindo de dentro de você toda energia negativa que existe dentro de você e prepare-se agora para resgatar ou recomeçar a ter os seus próprios sonhos.

Depois que escreveu tudo isso numa folha de papel, você poderá amassar, rasgar ou colocar fogo para que o Universo transforme tudo isso.

Agora vamos começar a preencher todo esse espaço vazio. Você irá escrever em outra folha de papel. Só que essa você não irá jogar fora, mas pode colocar uma gotas de perfume e guardar num lugar muito especial.

Com o que você quer ocupar esse espaço? Coloque o que quiser, eu só vou dar algumas sugestões. Você pode começar imaginando uma linda luz azul envolvendo todo seu corpo, por dentro e por fora. Agora coloque dentro de você determinação, compreensão, serenidade, discernimento, calma, alegria, realização pessoal e profissional. Coloque ainda, beleza, prosperidade, sucesso, relacionamentos saudáveis. Coloque perdão, principalmente, o perdão por você mesmo.

Imagine o relacionamento com aqueles que você ama, tranqüilo, com muita harmonia. Quais são seus sonhos? Sonhe alto... Queira o melhor do melhor! Queira coisas boas para sua vida. Preencha seu corpo com muita saúde, pois assim será mais fácil conquistar tudo que merece. Coloque ainda PAZ, sua capacidade de amar. E coloque dentro de você e em tudo que fizer me sua vida, muito AMOR, pois o amor verdadeiro é o sentimento mais forte e importante que existe. E é só por ele que sempre vale a pena RECOMEÇAR!!! E recomece quantas vezes for necessário. Para isso você só tem que acreditar que você consegue e que você merece!

Rosemeire Zago


texto e imagem - internet

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

HÁ QUEM DIGA


Há quem diga que todas as noites são de sonhos...


Mas há também quem diga nem todas...


Só as de verão...


Mas no fundo isso não tem muita importância...


O que interessa mesmo não são as noites em si...


São os sonhos...


Sonhos que o homem sonha sempre...


Em todos os lugares, em todas as épocas do ano...


Dormindo ou acordado...




William Shakespeare



site:http://www.casadobruxo.com.br
imagem: Internet

domingo, 6 de fevereiro de 2011

AMIGOS SÃO FLORES E POEMAS


Amigos são flores...

São flores plantadas ao longo do nosso caminho para que saibamos encontrar primavera o ano todo.

Quando o outono chega, cheio de beleza e melancolia, os amigos estão presentes nos trazendo alegria.

E, quando o inverno vem frio e escuro, trazendo saudades e noites longas, os amigos nos trazem calor e luz com o brilho da sua presença.

Essas flores belas perfumam nossa existência e nos fazem ver que não estamos sozinhos.

Se amigos são flores que duram um ano ou um dia não faz diferença, porque o importante são as marcas que deixam nas nossas vidas.

São as horas compartilhadas, horas de carinho, horas de amor e cuidado.

Um amigo que se doa sem esperar um retorno, que se entrega pelo prazer de ver a felicidade do outro, é uma flor que merece cuidados especiais; um ser grande e importante que nos emociona só pelo fato de existir.

É alguém que consegue chegar até nossa alma... É um presente de Deus.

Se todo o mundo nos virar as costas e, no meio desse mundo, uma flor, nem que seja uma única flor de amizade nascer em nosso jardim, então toda a vida terá valido a pena.

Amigos são poemas...

Os verdadeiros amigos são a poesia da vida. Eles enchem nossos dias de cores, rimas e risos, e nos seguram a mão quando caminhar parece difícil.

Eles nos mostram que mesmo em dias nublados o sol está no mesmo lugar, e nos ensinam que a chuva pode ser uma canção de ninar nas noites solitárias e vazias.

Um amigo é alguém que nunca nos deixa só, mesmo quando não pode estar presente, pois sabemos que um pedacinho do seu coração está conosco.

Um amigo é alguém que pensa na gente mesmo estando separado por mil mares...

É alguém por quem a gente sabe que vale a pena viver...

Um amigo nem sempre diz sim, quando dizemos sim, e não, quando dizemos não.

Mas ele vai nos fazer entender com mais clareza aquilo que não conseguimos entender sozinhos.

Um amigo é um bem precioso que não devemos deixar guardado numa caixinha de jóias, para usá-lo quando precisamos, mas tê-lo sempre presente junto a nós, mostrando ao mundo que riqueza mesmo é ter um verdadeiro amigo.


***


Amigos são flores...

Amigos são poemas...


Como flores, devem ser cultivadas com carinho e dedicação, para que as tempestades da vida não esfacelem suas pétalas e para que possamos ter seu perfume em todas as estações.

Como poemas, devem ser sentidos nas fibras mais sutis da alma, com respeito e gratidão, para que sejam a melodia risonha a embalar nossas horas em todos os períodos do ano.


Equipe de Redação do Momento Espírita, com base nas mensagens intituladas "Amigos são flores" e "Amigos são poemas", de autoria de Letícia Thompson, encontráveis no site:

http://www.leticiathompson.com .


endereço: http://ube-164.pop.com.br/repositorio/35707/meusite/amigofl.htm

imagem: http://artehistoriapoesia.blogspot.com

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

ORAÇÃO DO HOMEM QUE CORRE


Senhor


Olho em volta de mim e veio a pressa de todos os homens...
Todos têm pressa pois precisam vencer o tempo, tão pouco tempo lhes deste...
A criança corre porque tem muito para brincar
E o tempo não lhe basta...

O adolescente corre porque tem muito que divertir
E o tempo não lhe basta...

O homem corre porque tem mil negócios a tratar
E o tempo não lhe basta...

A mulher corre porque precisa ganhar o tempo que perdeu
E o tempo não lhe basta...

Correm os carros pelas ruas, não importa se ferem ou matam.
Correm as motos, os ônibus, os caminhões.
Tudo corre, todos correm, e o tempo voa.

A conversa tranqüila e descompromissada não pode ser:
A falta de tempo não a permite.

O marido não conversa com a esposa: ele tem pressa e ela muito mais.
(Afinal deve recuperar o tempo que perdeu como simples dona-de-casa...)

O filho não conversa com o pai pois os amigos o esperam no bar.
E, afinal, o pai já está muito "coroa" para um papo legal...
Já não se passeia nas praças,
Não se anda pelas avenidas a olhar as vitrines,
Não se senta nos bancos para ouvir a banda
que tocava alegremente nos coretos enfeitados.

O mundo mudou.
O progresso veio correndo e com ele trouxe a correria.
Todos correm, não em busca de "ser mais" mas para "ter mais".

Ter mais dinheiro. Ter mais prestígio. Ter mais simpatia popular.
Ter olhares admirados. Ter a aprovação das multidões. Ter... Ter...Ter...
Olho em redor, Senhor,
E busco as mãos dada suavemente, os olhares serenos, os sorrisos calmos.
Ao invés do carinho inocente, vejo os beijos tórridos, carnais, sexuais.
Ao invés do namoro, vejo o "sarro".
Ao invés do amor, vejo o desejo.
Ao invés da paz, vejo a ansiedade.
Olho os céus e vejo a lua, as estrelas.
Todo o cosmos continua a girar na mesma velocidade de milhares de anos.
Só o homem, em sua tola vaidade, não descobre que o tempo continua o mesmo.

E que da vida que tanto quer tirar, em louca correria,
Somente tira o amargo sabor de vida que não viveu,
Do amor que não amou,
Da oração que não fez,
Porque corria, corria muito, até que para ele, num dia inesperado,
O tempo parou.

Amém!

(Desconheço o autor)


endereço: http://www.casadobruxo.com.br/textos/texto71.htm

imagem: istofoi2008.blogspot.com/2009_03_01_archive.htm

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

A LUZ E A JOVEM


Uma jovem muito triste vivia e não percebia o lindo dia que fazia quando o sol entrava pela janela lentamente, iluminando seu quarto, seus livros, sua vida.

Parecia cansada, sem vontade de ir em busca de um novo começo. Abria os olhos devagar, para fechá-los em seguida se questionando:

- Por que tantas coisas nos acontecem! Onde está nosso bom Deus nestes momentos de tanta dor?

Não estava interessada em passar pela dor, para aprender o seu real significado... Olhou para o quarto e percebeu a presença da Luz e perguntou em voz alta:

- Por que desejas iluminar meu momento? Não percebes que podes mostrar além do que estou preparada para ver?

E a Luz, mansamente, lhe disse:

- Ilumino por que esta é a minha natureza e, não há nada que queira te mostrar que dentro de ti já não esteja. Vem contemplar o dia, não podes demorar-te em tanta tristeza. Acabarás por ocupar todo o espaço ao que está reservado, neste dia, para ti.

E ela, cheia de tristeza em sua alma, disse:

- Não tenho tanto conhecimento para juntar ao seu, e minha tristeza parece maior do que sua alegria.

E a Luz falou:

- Podes sentir tua dor, mas te digo que esta mesma dor passará quando a deixares de alimentar em teu ser. Por ser passageira, a dor é feita apenas para que percebas que não estás no caminho certo.

E continuou:

- Valoriza o que é eterno em ti, para que aprendas a ser constante em teu ser; valoriza o que te faz florescer,para que sintas que és o perfume da criação de Deus; valoriza o que não pode dividi-la ao meio, para que aprendas a fortalecer tua unidade aos olhos de Quem te criou.

Desconheço o autor


imagem: http://chuvadeemocao.blogspot.com

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

SELO


Recebi este selo da querida amiga Sara do SARACOTEAR (http://saracotear.blogspot.com) e da Gislene do MUNDO DA GISLENE (http://mundodagislene.blogspot.com).
Obrigado pelo mimo!!!

Difícil escolher entre tantos amigos, cujos blogs são de qualidade e recomendadíssimos. Por isso, prefiro repassar a todos que quiserem participar desta bela brincadeira.


Respondendo...


Nome: Jorge
Uma música: "In my life" dos The Beatles
Humor: Sempre sorrindo
Uma cor: Azul
Uma estação: Primavera e outono
Como prefere viajar: Avião e de carro!
Um seriado: CSI
Frase ou palavra dita por você: Amigo
O que achou do selo: Fiquei muito emocionado. É muito carinho!!

Um grande abraço!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails