quinta-feira, 20 de outubro de 2011

A INTEIREZA DA VIDA


Letícia Thompson

Ninguém vive pela metade.
O espaço de vida de cada um é o que cada
qual tem de inteiro.
Se dura vinte ou cinqüenta anos, não faz diferença.
O que conta é que é uma vida, a sua vida.
Não existe meio amor, meia felicidade, meia saudade.
Todo sentimento por si só é inteiro.
Ou a gente é feliz ou não é;
ou ama, ou não ama;
ou quer, ou não quer.
Quando amamos, dúvida não existe;
se queremos realmente, dúvida não existe;
se somos felizes... cadê o espaço pra infelicidade,
se a felicidade toma conta de tudo?!
Então, se você se sente nesse meio caminho,
talvez seja o momento de parar e refletir um
pouco na sua existência.
A vida é inteira, mas não temos a vida
inteira para decidirmos vivê-la intensamente.
Temos o agora.
Há quem diga que pelo fato de ser jovem ainda
tem tempo.
Mas quem, além de Deus, sabe dizer a medida da
vida de cada um?
Perdemos preciosos minutos no nosso hoje com a
idéia que amanhã as coisas acontecerão e que
podemos esperar.
Quando começamos a medir e pesar nossos sentimentos,
não vamos a lugar nenhum.
Haverá sempre uma luta cerrada entre o coração que
quer viver e a razão que mede conseqüências.
Medindo dificuldades, não fazemos nada.
Se devemos medir alguma coisa, devem ser então
as possibilidades.
Aí sim estamos no caminho certo.
Para os pessimistas uma pedra é um estorvo,
para os otimistas é um pedacinho do alicerce
da própria vida.
O segredo está no olhar com que cada um
vê as situações.
Só enfrentando os medos e o desconhecido
é que conseguiremos viver de forma inteira essa
vida que se oferece a nós em pedaços.
Ninguém disse que não há riscos.
Mas não é melhor arriscar do que viver o
restante dos nossos dias na infelicidade de se
perguntar o que teria sido se tivéssemos tentado?
Quando fizer alguma coisa, faça com inteireza de coração.
Ame totalmente, ria totalmente, faça de tudo um todo.
A vida é bela demais para ser deixada em suspenso.
O amor é bom demais para que possamos
vivê-lo em pequenas partes, sem que o tornemos
real e possível.
Tente viver com a metade do seu coração
e veja se consegue... difícil ser feliz sem ser completo.
Impossível ser completo parado num caminho
de indecisões.
O coração talvez não seja o melhor conselheiro.
Mas é o que nos mantém vivos e que está
sempre junto, sempre ligado a nós.
Deixe, pelo menos uma vez, que ele fale mais alto...


texto - internet
imagem - patriciaximenes.com

8 comentários:

Maria José Rezende disse...

Olá Jorge. Esse texto de Letícia é muito bom. "A vida é inteira, mas não temos a vida inteira para decidirmos vivê-la intensamente." Impressionante como hoje estava precisando ler sobre isso. Beijos.

Vinicius.C disse...

Olá meu amigo Jorge!!

Estive resolvendo problemas o que me garantiu uma breve falta de tempo.

Volto para deixar o meu abraço e desejar a vc uma ótima tarde!

O texto é ótimo como sempre!

Carmem L Vilanova disse...

Meu querido amigo-Anjo!
Estive uns dias bem gripada, mas felizmente sobrevivi... hehehehehe... e aproveito hoje para passar aqui e deixar aquele beijo, muitas flores e meus eternos sorrisos... além do agradecimento sincero por sua presença lá no meu espaço, apesar de minha ausência aqui, meu querido!

Evanir disse...

Hoje minha visita é para anunciar
uma novo circulo de minha vida.
Continuarei com as homenagens
que é a razão do blog (A VIAGEM)
A imagem escolhida por mim no novo visual
tem tudo a ver com o futuro, não só do blog,
mas da surpresa que a qualquer
momento será anuciada no blog.
Hoje sou parte da vida de cada
pessoa amiga e tão amada por mim,
também sou membro do Clube dos Novos Autores.
Com muita alegria convido você a paricitipar com
todos nós do clube também.
Minha Viagem prossegue amando e acarinhando todas
minhas lindas amizades.

Deixando um pedido muito importante para mim.
Eu não estou deixando vocês ,
E sim, entrarei na casa de cada um de vocês.
Conto com o carinho de sempre em meu blog,

Esteja comigo como sempre estiveram
Deus estara com você e comigo.
Segure nas mãos de Deus e na minha e vamos nessa
Deus já abençoou.
Com carinho.
Evanir
20 de Outubro

ValériaC disse...

Lindo texto amigo... como tudo na vida é questão de escolha, escolhamos viver o presente com a inteireza de cada momento, de cada sentimento, pois o tempo urge e nunca sabemos se o amanhã vira ou até quando virá...então temos que vivê-lo de forma plena...só discordo de uma coisa que ela fala...que o coração talvez não seja nosso melhor conselheiro...tenho certeza que quando não somos tendenciosos, mas sim, muito sinceros com o que sentimos em nosso coração, ele sempre nos guia acertadamente, o problema é quando fantasiamos as coisas e queremos "enganar" que é escolha do coração, pois desta forma estamos sendo tendenciosos simplesmente...por isso disse que se o seguirmos com muita sinceridade em cada situação ele é uma bússola perfeita para vivermos tudo em nossa vida de maneira intensa e inteira. O que sentimos no coração, ele não mente, ele a tudo sinaliza, o que nos engana são as muitas ilusões pelas quais nos deixamos levar...
Por isso fico sempre atenta a ele e geralmente deixo que ele fale mais alto na minha vida, porque o coração está ligado à alma e a alma sabe muito mais do que pensamos.
Beijinhos e feliz final de semana querido...
Valéria

Estrela disse...

Olá, querido Jorge!
Este texto é bem apropriado para momentos nos quais travam-se verdadeiras guerras interiores. Ele nos impulsiona a ser mais livres e mais intensos.
Bjãozão!

Jeanne Geyer disse...

Gosto muito desta autora, ela sempre consegue penetrar profundamente os sentimentos humanos. Não tem o que comentar,rsrs é perfeito!
Beijos e desculpe estar sumida...

Lena disse...

Jorge
Incrível esse texto de Letícia. Eu não o conhecia!Já estou guardando entre meus tesouros. Bjkas e uma linda semana pra você, meu amigo!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails