segunda-feira, 11 de abril de 2011

A OPINIÃO DOS OUTROS


Você se importa com a opinião que os outros têm a seu respeito?
Se a sua resposta for não, então você é uma pessoa que sabe de si mesma. Que se conhece. É auto-suficiente.
No entanto, se a opinião dos outros sobre você é decisiva, vamos pensar um pouco sobre o quanto isso pode lhe ser prejudicial.
O primeiro sintoma de alguém que está sob o jugo da opinião alheia, é a dependência de elogios.
Se ninguém disser que o seu cabelo, a sua roupa, ou outro detalhe qualquer está bem, a pessoa não se sente segura.
Se alguém lhe diz que está com aparência de doente, a pessoa se sente amolentada e logo procura um médico.
Se ouve alguém dizer que está gorda, desesperadamente tenta diminuir o peso.
Mas se disserem que é bonita, inteligente, esperta, ela também acredita.
Se lhe dizem que é feia, a pessoa se desespera. Principalmente se não tem condições de reparar a suposta feiúra com cirurgia plástica.
Existem pessoas que ficam o tempo todo à procura de alguém que lhes diga algo que as faça se sentir seguras, mesmo que esse alguém não as conheça bem.
Há pessoas que dependem da opinião alheia e se infelicitam na tentativa de agradar sempre.
São mulheres que aumentam ou diminuem seios, lábios, bochechas, nariz, para agradar seu pretendido. Como se isso fosse garantir o seu amor.
São homens que fazem implante de cabelo, modificam dentes, queixo, nariz, malham até à exaustão, para impressionar a sua eleita.
E, quando essas pessoas, inseguras e dependentes, não encontram ninguém que as elogie, que lhes diga o que desejam ouvir, se infelicitam e, não raro, caem em depressão.
Não se dão conta de que a opinião dos outros é superficial e leviana, pois geralmente não conhecem as pessoas das quais falam.
Para que você seja realmente feliz, aprenda a se conhecer e a se aceitar como você é.
Não acredite em tudo o que falam a seu respeito. Não se deixe impressionar com falsos elogios, nem com críticas infundadas.
Seja você. Descubra o que tem de bom em sua intimidade e valorize-se. Ninguém melhor do que você para saber o que se passa na sua alma.
Procure estar bem com a sua consciência, sem neurose de querer agradar os outros, pois os outros nem sempre dão valor aos seus esforços.
A meditação é excelente ferramenta de auto-ajuda. Mergulhar nas profundezas da própria alma em busca de si mesmo é arte que merece atenção e dedicação.
Quando a pessoa se conhece, podem emitir dela as opiniões mais contraditórias que ela não se deixa impressionar, nem iludir, pois sabe da sua realidade.
Nesses dias em que as mídias tentam criar protótipos de beleza física, e enaltecer a juventude do corpo como único bem que merece investimento, não se deixe iludir.
Você vale pelo que é, e não pelo que tem ou aparenta ser. A verdadeira beleza é a da alma. A eterna juventude é atributo do Espírito imortal.
O importante mesmo é que você se goste. Que você se respeite. Que se cuide e se sinta bem.
A opinião de alguém só deve fazer sentido e ter peso, se esse alguém estiver realmente interessado na sua felicidade e no seu bem-estar.

Pense nisso!

Nenhuma opinião que emitam sobre você, deve provocar tristeza ou alegria em demasia.
Os elogios levianos não acrescentam nada além do que você é, e as críticas negativas não tornarão você pior.
Busque o autoconhecimento e aprenda a desenvolver a auto-estima.
Mas lembre-se: seja exigente para consigo, e indulgente para com os outros.
Eis uma fórmula segura para que você encontre a autoconfiança e a segurança necessárias ao seu bem-estar efetivo.
E jamais esqueça que a verdadeira elegância é a do caráter, que procede da alma justa e nobre.
Pense nisso, e liberte-se do jugo da opinião dos outros.

Autor:
Redação do Momento Espírita.


texto - internet

imagem - esoterikha.com

15 comentários:

Roberta Maia disse...

"...Nenhuma opinião que emitam sobre você, deve provocar tristeza ou alegria em demasia.
Os elogios levianos não acrescentam nada além do que você é, e as críticas negativas não tornarão você pior.Busque o autoconhecimento e aprenda a desenvolver a auto-estima."

♥ Bravoooo...
Tenha uma Semana ILUMINADA!!!

Ray* disse...

Não se importar com a opinião dos outros e muito difícil, mas depois que nos libertamos disso, vivemos mais felizes. Bjão e obrigada pela visita. Adoro o seu blog

Lena disse...

Oi, Jorge,
Creio que a maturidade, o autoconhecimento, a autoestima, o desapego, são caminhos que nos levam a não viver sobre as bases da opinião de outrem.
Muito completo o texto: aborda vários aspectos que às pensamos serem sem importância.
Beijo com muito carinho, meu amigo. Sempre bom estar por aqui!

C. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
C. disse...

Depender da opinião alheia, é capaz de pôr dúvidas até nos teus mais bem intencionados pensamentos sobre você mesmo.
Por outro lado, eu acho que nao podemos ser totalmente alienados, porque temos mais conexão uns com os outros mais do que imaginamos, espiritualmente falando.
Acho o segredo está no equilíbrio, como sempre.

Um abraco meu querido!

* Me desculpe, fui eu que deletei o coment anterior.

Ely disse...

Jorge,
É sempre bom estar aqui para deliciar de textos maravilhosos que você publica.
E, obrigada por visitar Bobeiras em Geral.
Um grande abraço.

MENTORESDELUZ.BLOGSPOT.COM disse...

OBRIGADA AMIGO POR ESTE TEXTO TÃO COMPLETO,A CONFIANÇA EN DEUS EM SI MESMO A AUTO ESTIMA,COISAS MUITO IMPORTANTES PARA QUE SE CONSIGA CHEGAR,AO CUME DA MONTANHA DO CONHECIMENTO DA SABEDORIA ,SEM
PRECISARMOS NOS ABRIGAR POR DETRAZ
DE ELOGIOS,QUE MUITAS DAS VEZES NADA TEM A VER COM O VERDADEIRO SENTIMENTO DAS PESSOAS,UM ABRAÇO,ESTOU SENTINDO FALTA DE VOCE NO BLOG,,MARLENE

ValériaC disse...

Excelente texto amigo... como é triste ver que tantas pessoas vivem nesta insegurança.
O quanto é importante trabalharmos a auto aceitação, nos cuidarmos sim, nos diferentes aspectos, no intuito de nos sentirmos bem consosco, não pra tentar agradar os outros...mas, especialmente investirmos em nossa essencia, pois esta, nos acompanhará pela eternidade.
Meu querido tenha um feliz dia...beijinhos
Valéria

NOEMI disse...

OLÁ MEU QUERIDO AMIGO!!
MUITO IMPORTANTE ESTE ARTIGO.
PORQUE NÓS NAO TEMOS A IDÉIA DO QTO DEPENDEMOS OPINIAO DAS PESSOAS,ATÉ COM PARAMETRO.
VIVEMOS NUMA SOCIEDADE ONDE DEPENDEMOS ATÉ DO OLHAR DO OUTRO PARA TERMOS CERTEZA DE QUE EXISTIMOS.
PORTANTO DUVIDO QUE EXISTA ALGUÉM AUTO-SUFICIENTE.
FICA COM DEUS

ⓣⓔⓡⓔⓢⓐ ⓒⓡⓘⓢⓣⓘⓝⓐ disse...

Oiee !!
Não mesmo....até pq quem tem q se sentir bem cmg mesma sou eu mesma, e qdo digo isto digo em tds sentidos, opinião alheia sinceramente se eu ñ pedir ñ me interessa. Somos únicos , exclusivos da criação de Deus, cada um com seus dons, encantos, magia, beleza,dotados de uma capacidade infinita de viver bem,basta acreditar e querer!
Bjs♥

Sandra Portugal disse...

Esse texto é perfeito e, é a segunda vez que o leio, e sempre me faz parara para pensar! Em muitos momentos acho que fui criada me preocupando com o que dizem, o que pensam, o que falam...E passei muito tempo para relevar, sublimar e me expor sem medo de ser feliz, mas sem perder a noção, os limites...Ou seja auto-estima, segurança, auto-avaliação, mas preservação de integridade, de valores, de uma imagem a zelar... Bem, um tema a ser sempre bem meditado. Obrigada pela postagem! abraço
Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com//

Maria Luiza Silveira Teles disse...

Jorge querido:
Vc sabe que amo tudo que posta. é uma maneira de refletir com os leitores sobre temas importantes da vida e da espiritualidade. Por isso, sempre erro o nome de seu blog, colocando reflexões no lugar de taurus. Tenho um mimo para vc em meu blog. É uma homenagem e uma ,maneira de nos conhecermos melhor. Vá lá!
Abraço carinhoso,
Maria Luiza
PS: Ore por mim. estou com problemas graves de saúde. Bjs.

Marcia disse...

Jorge querido,
isso é sério mesmo. Este texto nos mostra como é importante a auto-aceitacao, termos a nossa estima.
Se nos importarmos com tudo que outros pensam a nosso respeito, teremos que muitos para agradar a todos. Lembra-se da historia do velho do menino e do burro? É mais ou menos por aí...
Obrigada por mais esta licao.
Beijos

Maria José disse...

Jorge, querido amigo. É desse jeito mesmo. Quando mais nova, sentia muita necessidade de aprovação por parte dos outros. Hoje, não mais. A idade e vivência, nos ensinam a ter auto-estima elevada e a acreditarmos em nós mesmas. Grande beijo.

soniaconslt disse...

Se ficarmos a mercê de opiniões, não chegamos a lugar algum.
É claro que devemos escutar, meditar mas nunca deixar de sonhar ou realizar um sonho por isso ou aquilo.
desculpe ter desaparecido.
Mas sempre estarei por por perto.
bjos e boa noite

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails